sábado, 23 de julho de 2011

O PALÁCIO DE MIL ESPELHOS

Um grande general construiu um palácio e ordenou que todas as paredes fossem revestidas com milhares de espelhos. Entrar nesse palácio era algo maravilhoso. Você podia ver o seu rosto em milhares de espelhos à sua volta. Milhões de "você" ao seu redor, nos mais diversos ângulos. Você podia acender uma pequena vela e ela era refletida em milhares de espelhos, de modo que todo o palácio ficava completamente iluminado pela luz de apenas uma chama.

Certa noite, por acaso, um cão perdido entrou ali. Olhou em torno e ficou muitíssimo assustado: milhões de cães olhavam para ele. Ficou tão apavorado que esqueceu completamente da porta por onde entrara. Naturalmente, com milhares de cães à volta, a morte era certa. Começou a latir e milhares de cães latiram de volta. Ficou agressivo e milhares de cães o olharam com uma expressão feroz. Então, ele se atirou contra os espelhos, em uma luta desesperada contra milhares de inimigos.

Pela manhã, foi encontrado morto no salão do palácio. E não havia ninguém lá, exceto o próprio cão.

Esta é um pouco da situação de cada um de nós. Nós lutamos contra pessoas, coisas e situações que nada mais são que reflexos nossos. Nós as vemos não necessariamente como elas realmente são, mas como nós nos projetamos nelas, quando colocamos nelas uma máscara cuja imagem nada mais é do que um reflexo de nós próprios. Pois tudo o que nos incomoda nos outros pode nos levar a um melhor entendimento sobre nós mesmos.

Bruno Gomes
20/07/2011

Baseado em um conto hindu.

6 comentários:

LUZ disse...

Olá Bruno,

Na realidade, as histórias por ti postadas, delas se extrai, sempre, uma aprendizagem, uma moralidade.
Os espelhos têm um efeito danado. Eles reflectem o que somos e o que não somos.

Beijos de luz.

Mariane Magno disse...

Eu adorei o seu texto e proveito que tirou dela.
Se não nos conhecemos lutamos contra nós mesmo, numa batalha sem ter o porque. E evidentemente uma luta perdida. Temos que buscar olhar mais para nossos espelhos e lutar contra nosso reflexo.

Beijos Pandinha *-*

Evanir disse...

Estar aqui no seu blog hoje
é mais uma benção divina.
Que sua terça feira seja de
paz e realizações na sua vida.
Que o amor fassa parte não só dos seus sonhos ,
mais sim uma realização .
Ter você como amiga é muito mais
do que mereço.
È por isso que estou trazendo essa mensagem
pois não quero que você me esquesa.
Um beijo no coração pra sempre sua amiga,Evanir.

Anônimo disse...

Massa meu velho! Parabéns pelos posts.
São muito interessantes e nos levam a reflexão sobre a vida.
Grande abraço
Moitinho

Ricardo Dib disse...

Já pensou se o Tião Macalé entra nesse palácio??
Que terror! kkkk!

Milhares de "Nojento, tcham!"

Abraço!

Germano disse...

Quantas vezes enxergamos defeitos nos outros que na verdade não existem, não é? Sâo defeitos presentes em nós próprios mas que adoramos imputar ao próximo.

Essa problemática é tão singela que a adotamos corriqueiramente mas não nos damos conta disso. Enxergamos conflitos mil em outras pessoas, sem perceber que na verdade nós estamos com tais conflitos em nossa alma.

Quando nos apercebermos que somente o reequilíbrio íntimo nos trará a paz necessária para lidarmos com nós mesmos, poderemos conviver tranquilamente junto a nossos irmãos de caminhada.