sexta-feira, 1 de julho de 2011

O JOVEM E O ANEL

Certo dia, um jovem procurou Bharjansing e disse que a sua filosofia de vida era errada, e que a mesma o guiaria para a perdição.

Bharjansing sorriu, tirou um anel do seu dedo e, após entregá-lo, disse: "Leve isto para os mascates e veja se pode conseguir uma moeda de ouro por ele."

O jovem foi até o mercado, mas nenhum mascate ofereceu mais do que uma só moeda de prata pelo anel, considerando-o sem valor.

"Agora", disse Bharjansing, "leve o anel a um verdadeiro joalheiro na cidade e veja o quanto ele pagará."

O jovem foi até a galeria e o joalheiro, muito espantado com o valor do anel, ofereceu mil moedas de ouro pela peça.

O jovem voltou assombrado.

"Então", disse Bharjansing, "o seu conhecimento sobre a minha filosofia de vida é tão vasto quanto o conhecimento dos mascates sobre jóias. Se você quer avaliar pedras preciosas, torne-se um joalheiro."

Bruno Gomes.

- Homenagem aos 9 anos da morte de Chico Xavier (1910-2002).

Baseado em um conto Sufi.

8 comentários:

LUZ disse...

Olá Bruno,

Na realidade, às vezes, pensamos saber tudo, e depois...

Bjs de luz.

LUZ disse...

Olá Bruno,

Estás tão lindo na foto!
Passei por aqui para ver se havia novidades e dar-te um abraço.
No meu há e com música. Estás convidado.

Bjs de luz.

Thay Negrão disse...

Brunooo... quanto tempo! Rs.
Boa semana para você!!!!
Beijossss

Thay Negrão disse...

AH Bruno... onde é que eu acho mais coisas sobre Joanna de Ângelis ? Achei essa frase por acaso...rs

Beijos!!!!!

PapoBacana disse...

Nossa muito bom seu texto bruno..é verdade o que você disse e acaba me levando aquela teoria do circulo da qual lhe falei..

quem acha que entedi de tudo na verdade não entendi de nada..

Muitas pessoas são assim tem sempre um opnião sobre tudo e pensão saber de tudo..

como sempre ótimo texto..

adorei..
abraços..

Aline Diedrich disse...

Algumas pessoas pensam que sempre estão certas, mas não percebem o verdadeiro valor das coisas...

Mariane Magno disse...

Quantas vezes não julgamos errado a ação do outro, por acreditar a nossa ser a mais correta?

Quantas vezes nos gabamos acreditando sermos os donos da verdade?
Eis a questão, que certeza temos afinal?

Como podemos julgar aquilo q não conhecemos? Ou aquilo que achamos que conhecemos?

São tantas perguntas ! hausaush
Adorei Bruninho ;*

Thais Lima disse...

Olá Bruno, quanto tempo!
Obrigada pela visita ao meu blog, fazia muito tempo que não postava alguns textos, passei por algumas coisa mas graças a Deus tudo está ao normal.
Como você mesmo me diz: Chico Xavier é rei, as pessoas que pensam que sabem muito da vida, na verdade não sabem nada, todo dia é uma nova aprendizagem..

Beijos, um ótima final de semana pra você, fica com Deus!